setembro 15, 2017

Sobre os eventos

O Congresso Carioca de Atenção Primária à Saúde: divulgando a reforma da APS através das nossas experiências.

Diante da reforma da APS iniciada no município do Rio de Janeiro há oito anos, a Saúde da Família se tornou a principal porta de entrada do Sistema de Saúde, e emerge no cenário nacional como vitrine para profissionais de diversas áreas. Diversos projetos e trabalhos vêm demonstrando as boas práticas desenvolvidas na APS no decorrer desses anos, no entanto, muitos permanecem estanques nos seus territórios.

Um Congresso significa compartilhar conhecimentos, conhecer novas experiências e debater temas afins. Nesse contexto, se reúnem especialistas na área temática que junto com participantes dialogam sobre assuntos do saber profissional e do cotidiano, com apresentações e trabalhos pré-inscritos. Esta proposta surge com a finalidade de integrar saberes e divulgar as práticas mais bem-sucedidas ao longo dos oito anos de ampliação do acesso da APS. Mira também, integrar os profissionais de saúde das dez áreas programáticas e proporcionar um espaço de interação e troca para a qualificação constante do Sistema de Saúde.

Desta forma, o Congresso Carioca de APS estrutura-se a partir de 4 grandes eixos temáticos – formação, trabalho interdisciplinar, comunidade e sociedade, educação popular - que serão explorados através de mesas de debate, oficinas, amostras (experiências exitosas, vídeos, trabalhos manuais) e atividades formativas, com o principal objetivo de proporcionar espaços de troca entre os profissionais da SMS para que levem para seus serviços novas práticas e que tenham a possibilidade de divulgar seus trabalhos, criando um ambiente de valorização e confraternização na rede municipal.

Todos são bem-vindos! Técnicos, ACSs, enfermeiros, médicos, estudantes etc.

O Simpósio de Atenção Primária à Saúde da UFRJ: complementando saberes

Frente à expansão dos programas de residência em Medicina de Família e Comunidade (SMS-RJ, UFRJ, UERJ, Fiocruz), residência multiprofissional em Saúde Pública (Fiocruz e UFRJ), mestrado profissional em APS (HESFA-FM UFRJ), mestrado e doutorado em Saúde Coletiva (UFRJ, UFF, UERJ, Fiocruz), faz-se necessário a existência de espaços de debate e encontro entre os profissionais que compõem a extensa rede de atenção primária à saúde do Município do Rio de Janeiro. 

Neste sentido, vimos a necessidade de um evento que traga as bases científicas da Atenção Primária à Saúde, nas áreas de saúde coletiva e da medicina de família e comunidade - fundamentais para o exercício da profissão. Visto que não há um evento deste porte no Rio de Janeiro, idealizamos o I Simpósio de Atenção Primária à Saúde da UFRJ, de forma a trazer este tema à tona na comunidade científica do Rio de Janeiro, com a participação de professores e pesquisadores das grandes Universidades do estado, além da Fiocruz e da própria Secretaria de Saúde.  O Simpósio de APS da UFRJ busca, então, criar um espaço de diálogo e formação.

O Simpósio de APS ocorrerá em dois dias e suscitará discussões em torno de dois eixos centrais: a equipe multidisciplinar na Saúde da Família e na Gestão no âmbito da APS. Serão ministradas conferências sobre os temas mais atuais da APS, com a participação de especialistas em suas áreas. Além disso, serão realizadas mesas redondas de forma a propiciar o debate sobre a APS e o SUS no Brasil e no Rio de Janeiro - e seus  desafios futuros.

Além das Conferências, o Simpósio de APS busca proporcionar aos estudantes de pós-graduação e graduação um espaço para a apresentação e discussão de suas linhas e projetos de pesquisa e de trabalho,  permitindo a integração com outros jovens pesquisadores. Serão organizadas sessões de apresentação oral dos trabalhos de pesquisa submetidos, que serão mediados e avaliados por doutores em Medicina e Saúde Coletiva que possam trazer contribuições às pesquisas em andamento, bem como permitir o debate com outros pós graduandos.

Desta forma, o Simpósio de APS busca atingir diversos profissionais e alunos da saúde que atuam no âmbito da Estratégia Saúde da Família, caracterizando-se como um evento formativo e um espaço de encontro para os pesquisadores em Saúde Pública do RJ. O evento conta, ainda, com o apoio institucional da Associação de Medicina da Família e da Comunidade (AMFaC-RJ), da Liga Acadêmica de Saúde da Família e da Comunidade (LASFaC) e da Faculdade de Medicina (FM/UFRJ), além do apoio financeiro da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

III Seminário dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família

Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) foram criados pelo Ministério da Saúde em 2008 com o objetivo de aumentar o escopo e a resolutividade das equipes de Saúde da Família. Os NASF são equipes multiprofissionais que atuam de forma integrada às equipes de Saúde da Família através do compartilhamento de práticas e saberes em saúde, buscando auxiliar no manejo de problemas clínicos e sanitários e agregar práticas que ampliem a oferta de serviços da Atenção Básica.
No município do Rio de Janeiro existem atualmente 79 equipes NASF distribuídas pelas 10 áreas de planejamento (AP). Estes NASF são compostos por diferentes núcleos profissionais e áreas de conhecimento (psicólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista, assistente social, educador físico, farmacêutico, pediatra, dentre outros) que apoiam as equipes de Atenção Primária na responsabilização sanitária, com as mais variadas tecnologias. Ressalta-se que o cerne do seu trabalho se dá a partir do apoio matricial e da clínica ampliada, ramificando o aumento das possibilidades de cuidado, cogestão e otimização dos recursos da saúde.
O III Seminário NASF apresenta-se como arena de debate para a reflexão do processo de trabalho do NASF, discussão das ferramentas disponíveis, apresentação de experiências exitosas e inovadoras, além de colocar em debate os principais desafios presentes atualmente. Realizando o Seminário de forma integrada ao I Congresso Carioca de Atenção Primária à Saúde buscamos potencializar o intercâmbio de falas que permeiam a arena da Saúde Pública em campo prático, tão quanto nos espaços de ensino das universidades, a fim de dialogar transversalmente os diferentes saberes e experiências presentes.
Sejam bem-vindos a este espaço de formação, troca de experiências e de confraternização da Atenção Primária à Saúde Carioca!

II Seminário dos Consultórios na Rua

O Consultório na Rua, uma estratégia de Atenção Primária, é responsável por articular e prestar atenção integral à saúde de pessoas em situação de rua, identificando suas necessidades, construindo uma atenção compartilhada e em rede e atuando em parceria com as demais equipes de Atenção Primária do território.

Os Consultórios na Rua são equipes multiprofissionais que desenvolvem ações integrais de saúde frente às necessidades da população em situação de rua. O município do Rio de Janeiro conta atualmente com 07 equipes de Consultório na Rua que são compostas por profissionais médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes sociais, psicólogos, assistentes sociais, dentre outros.

O II Seminário dos Consultórios na Rua discutirá sobre a atenção integral da população em situação de rua, no cenário da Atenção Primária à Saúde e da articulação em rede, e os desafios que a atenção a esta população traz para a prática cotidiana das equipes. Dessa forma, o Seminário busca atingir os profissionais dos Consultórios na Rua e todos os que atuam na Atenção Primária à Saúde e em outros pontos da rede, que prestam atenção à saúde à população em situação de rua, além de alunos da área da saúde.
Busca-se oferecer aos profissionais, estudantes da saúde e pesquisadores um espaço de discussão na ótica qualificação do trabalho, priorizando a troca de experiências como dispositivo de construção de saberes, apostando num fazer pelos profissionais e usuários deste cuidado.